ANÁLISE DA VARIAÇÃO LINGUISTICA DO NORTE E NORDESTE DE ESTUDANTES DA CIDADE DE EDEALINA

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo estabelecer uma reflexão e um diálogo entre o referencial teórico de autores renomados e as dificuldades e os preconceitos linguísticos vividos por alunos oriundos das regiões Norte e Nordeste do Brasil. Por isso, objetivamos descrever, interpretar e analisar, por um viés Sociolinguístico, o preconceito linguístico de alunos vindos das regiões Norte e Nordeste, quando se inscrevem no lugar de aluno de escola pública no município de Edealina estado de Goiás. Para a realização do estudo, recorremos às ideias da Linguística Aplicada Transgressiva de Moita Lopes (2013; 2006) e os pressupostos de Marcos Bagno (2004) para compreendermos a construção social e geográfica de cada sujeito inserido em sua região. Sendo assim, a finalidade do texto é também tentar demonstrar e compreender como o estudo da Sociolinguística pode colaborar para a interação da língua com o meio social e geográfico do falante e suas variações linguísticas.

Biografia do Autor

Thyago Madeira França, Universidade Estadual de Goiás
Atualmente é professor no Curso de Letras da Universidade Estadual de Goiás, atuando como docente de disciplinas da área de Língua Portuguesa e Linguística. É Coordenador de Assuntos Estudantis na Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis da UEG. É doutorando e mestre em Estudos Linguísticos pelo PPGEL do Instituto de Letras e Linguística da Universidade Federal de Uberlândia. Tem experiência na área de Língua Portuguesa e Linguística, com ênfase em Análise do Discurso, atuando principalmente nos seguintes temas: análise do discurso de Michel Pêcheux, Linguística Aplicada contemporânea, interdisciplinaridade, ensino de literatura, gêneros textuais e dialogismo
Publicado
2020-12-29