ESPAÇO CULTURAL DIGITAL: IMPACTO NAS NOVAS IDENTIDADES A PARTIR DE REFLEXÕES SOBRE O FILME ELA, DE SPIKE JONZE

  • Aline Moreira da Fonseca Nascimento UEG
  • José Elias Pinheiro Neto

Resumo

Este artigo apresenta uma breve discussão acerca do novo espaço cultural digital imposto pela modernidade e o impacto nas novas identidades, baseado no filme Ela, de Spike Jonze (2013), e nas reflexões de vários autores (BAUMAN, 2001; GIDDENS, 1990; HALL, 2015; LÉVY, 2010). As tecnologias digitais têm permeado o cenário cultural, transformando as identidades e o modo de ser e de agir das pessoas. O mundo aderiu à modernidade e à praticidade, e ferramentas eletrônicas fazem parte do dia a dia das pessoas para trabalhar, estudar e entreter-se, o que nos motivou a pesquisar esta nova forma cultural de perceber e agir no mundo digital. Os aportes teóricos sobre cultura abrangem estudos de autores como Laraia (2001), García Canclini (2008), Geertz (1989) e Bhabha (1998), dentre outros. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, qualitativa e audiovisual que buscou estabelecer um diálogo entre o filme e alguns estudiosos para mostrar como o panorama cultural digital, com a apropriação das novas tecnologias, tem mudado a visão, o comportamento e os hábitos dos indivíduos no mundo contemporâneo. Espera-se compreender o espaço cultural digital e o seu impacto sobre as identidades contemporâneas por meio da interlocução entre o filme de Jonze e reflexões sobre cultura e identidade.

Publicado
2020-12-27