UMA POSSÍVEL LEITURA DO DIÁLOGO FORJADO EM NOTAS DO SUBSOLO

Resumo

Este trabalho realizou um estudo acerca da obra Notas do subsolo, do escritor russo Dostoiévski, com a finalidade de verificar as estratégias de construção do romance. Com base na hipótese de que há um diálogo forjado, ou seja, apesar de o protagonista-narrador utilizar elementos que caracterizam um diálogo, no romance, está-se lidando com um monólogo interior. Esse exercício crítico faz-se a partir da perspectiva de Bakhtin, que discute o tema, em sua obra, O problema da poética de Dostoiévski (2013).

Biografia do Autor

Marinei Almeida, Universidade do Estado de Mato Grosso

Possui Doutorado (2008) e Mestrado (2002) em Letras (Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa) pela Universidade de São Paulo - USP. Especialização em Literatura Brasileira pela Universidade Católica de Minas Gerais - PUC-BH (1998). Graduação em Letras (Língua Portuguesa e Inglesa e suas respectivas Literaturas) pela Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT (1996). Realiza atualmente Estágio de Pós-Doutorado na Universidade de Lisboa/UL (2018/2019). É professora (desde 1997) na Universidade do Estado de Mato Grosso, atua nos seguintes temas: Literatura e sociedade, Literatura Comparada, Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, Literatura e Memória, atua também nessa mesma universidade como Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação Mestrado/Doutorado em Estudos da Linguagem - PPGEL, na linha Literatura e Vida Social nos Países de Língua Oficial Portuguesa. Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem (PPGEL) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) na área dos Estudos Literários (Linha: Literatura e realidade social), professora visitante da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR) ,pelo Departamento de Teoria e Práticas Pedagógicas e pelo NEAB- Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (2017/01); Esteve à frente da Assessoria de Cultura da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão (UNEMAT). Membro do Conselho Estadual de Cultura do Estado de Mato Grosso - CEC/MT(Ato N. 4.411/2015- 2016-2018) e do Conselho Municipal de Turismo de Cáceres-MT (COMTUR-2016-2018); Membro da Diretoria da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguistica - ANPOLL (2016-2018). Membro da Associação de Estudos Literários e Culturais Africanos - AFROLIC. Coordenadora do Projeto de Pesquisa "Cartografias e imagens de Mato Grosso: a presença do negro na produção literária dos séculos XX e XXI" (Fapemat/Unemat). Membro pesquisador da equipe nos projetos: "Literatura e Cultura nos países de língua portuguesa: a poética de Agostinho Neto, Chico Buarque, Mia Couto, Milton Hatoum e Pedro Casaldáliga" (CNPq), A condição provisória do presente: questões de literatura e política; Coordenadora do Projeto de Extensão Acervo Artístico da Unemat e do Programa Centro de Línguas da UNEMAT. É integrante do Centro de Pesquisa em Literaturas - CEPLIT, - UNEMAT; Coordenadora do Núcleo de Estudos Literários Clã do Jabuti (NEL/UNEMAT); Membro do RG-Dicke- Grupo de pesquisa em Literatura (UFMT- CNPq) e do Grupo de Pesquisa em Literatura Comparada (UNEMAT- Cnpq). Possui vários textos publicados em revistas e livros

Publicado
2020-07-09