FEMINISMO E LITERATURA NO FINAL DO SÉCULO XIX

ESCRITOS DE AUTORIA FEMININA NOS ESTADOS UNIDOS

  • PRISCILLA PELLEGRINO DE OLIVEIRA UERJ

Resumo

Este artigo busca associar o início do movimento feminista norte-americano, no final do século XIX, ao pensamento e à literatura de autoria feminina produzida nos Estados Unidos nesse período. A literatura feminista sempre acompanhou o movimento social pela libertação das mulheres, seja em busca de participação ou reformas políticas ou de mudança de paradigma em relação aos papeis de gênero. Desta forma, destaco o início da primeira onda do movimento feminista, no contexto norte-americano, seus momentos precursores e influências e os acontecimentos que a antecederam e sucederam juntamente à literatura e filosofia produzidas na mesma época e país por mulheres engajadas, a fim de salientar as interseções entre feminismo e literatura no período citado. Este texto se baseia em uma metodologia histórica e epistemológica do período e sua respectiva literatura de ficção, fazendo um recorte específico nas obras Work: a story of experience (1873) – sem tradução para o português -, de Louisa May Alcott, O papel de parede amarelo (1892), de Charlotte Gilman Perkins, e O despertar (1899), de Kate Chopin. Procuro, portanto, de forma descritiva, evidenciar a ligação inevitável e intencional entre a arte literária e a luta feminina pelos direitos das mulheres.

Publicado
2020-07-09