Desenvolvimento de mudas de paricá sob três fatores de cultivo

  • Fabrício Rodrigues Universidade Estadual de Goiás
  • Gabriela Teodoro Rocha Universidade de Brasília
  • Fernanda Borges de Lima Universidade de Brasília
  • Daiane Marques Duarte Universidade Federal de Uberlândia
  • Daniel Diego Costa Carvalho Universidade Estadual de Goiás

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o método mais eficiente na quebra da dormência e o desenvolvimento do paricá [Schizolobium parahyba var. amazonicum (Huber ex Ducke) Barneby] em fase de muda, sob a influência de três fatores diferentes. O primeiro experimento de quebra de dormência foi em delineamento inteiramente casualizado, com seis tratamentos e cinco repetições. Posteriormente, instalado o experimento de fatores, em blocos casualizados, em esquema fatorial triplo 3x4x5 (sistema de cultivo, substrato e turno de rega), com dez repetições. Conclui-se que a quebra de dormência deve ser realizada com a utilização de ácido sulfúrico (H2SO4) e água destilada, nas porcentagens de 70 e 30%, respectivamente, por apresentar maior potencial germinativo. Os substratos mais indicados são areia lavada ou solo de cerrado mais areia lavada na proporção de 1:1, irrigados a cada dois dias e cultivados a pleno sol, visando o crescimento mais uniforme e o desenvolvimento mais promissor da parte aérea e da raiz das plantas de paricá.

Biografia do Autor

Fabrício Rodrigues, Universidade Estadual de Goiás

Melhoramento Vegetal em eficiência hídrica e nutricional

Publicado
2019-12-19
Seção
Artigos