AVALIAÇÃO FITOQUÍMICA DOS EXTRATOS ETANÓLICOS DE Costus spicatus E Solanum sessiliflorum Dunal

  • DIANA DA SILVA DE SOUZA Bacharel em Biotecnologia pela Universidade Federal do Amazonas
  • HEDIVANE TAVARES PEREIRA Bacharel em Biotecnologia pela Universidade Federal do Amazonas
  • ANDERSON OLIVEIRA SOUZA Professor/Orientador pela Universidade Federal do Amazonas
Palavras-chave: Perfil Fitoquímico, Plantas Medicinais, Metabólitos Secundários.

Resumo

A Amazônia é abundante em plantas com propriedades terapêuticas, Costus spicatus (pobre-velho) e Solanum sessiliflorum Dunal (cubiu) destacam-se na medicinal popular. O presente estudo realizou estudos preliminares da avaliação fitoquímica dos extratos etanólicos de pobre-velho e cubiu. As amostras foram coletadas e submetidas a análises qualitativas para taninos, fenóis, saponinas, antraquinonas livres e conjugadas, bem como o perfil antioxidante. Os resultados obtidos do pobre-velho demonstraram a presença de taninos, fenóis e saponinas nas raízes e caules, bem como antraquinonas conjugadas, nas raízes, caules e folhas. As folhas demonstraram maior perfil antioxidante. No cubiu, evidenciou-se fenóis nas raízes, caules e flores e taninos nas folhas, saponinas somente nas folhas e antraquinonas conjugadas nas raízes, folhas e flores. Ainda, nos caules evidenciamos um maior perfil antioxidante. As análises preliminares de pobre-velho e cubiu apresentaram diversas moléculas, bem como efeito antioxidante. Demais estudos serão necessários, para comprovar possíveis ações sinérgicas.

Biografia do Autor

ANDERSON OLIVEIRA SOUZA, Professor/Orientador pela Universidade Federal do Amazonas
Biólogo com Mestrado em Bioquímica pela Universidade de São Paulo. Atualmente atua como Professor Assistente I na Universidade Federal do Amazonas no Campus de Coari, no qual é efetivo na disciplina de Bioquímica.

Referências

ALMEIDA, J. M. D.; SANTOS, R. J.; GENOVESE, M. I.; LAJOLO, F. M. Avaliação da atividade antioxidante utilizando sistema β-caroteno/ácido linoleico e método de sequestro de radicais DPPH. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 26, n. 02, p. 446-452, 2006.

ALVES, L. F. Plantas medicinais e fitoquímica no Brasil: uma visão histórica, 1ª. edição. São Paulo: Pharmabooks, 2010.

BARBOSA, W. L. R.; QUIGNARD, E.; TAVARES, I. C. C.; PINTO, L. N.; OLIVEIRA, F. Q.; OLIVEIRA, R. M. Manual para Análise Fitoquímica e Cromatográfica de Extratos Vegetais. Revista Científica da UFPA, v.4, 2001.

BORBA, A. M.; MACEDO, M. Plantas medicinais usadas para a saúde bucal pela comunidade do bairro Santa Cruz, Chapada dos Guimarães, MT, Brasil. Acta Botanica Brasilica, v. 20, n. 04, p. 771-782, 2006.

CAMPOS, M. S. T.; OLIVEIRA, L. G. A.; PIRES, F. R.; REBELLO, L. C.; BENINELO, V. J. Estudo Fitoquímico e Biológico do Extrato Etanólico de Solanum cernuum vell (Solanaceae). Enciclopédia Biosfera, v. 07, n. 13, p. 1336-1344, 2011.

CORDEIRO, C. H. G.; SACRAMENTO, L. V. S.; CORRÊA, M. A.; PIZZOLITTO, A. C.; BAUAB, T. M. Análise farmacognóstica e atividade antibacteriana de extratos vegetais empregados em formulação para a higiene bucal. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, v. 42, n. 3, p. 365-404, 2006.

DIAS, D. C. R. Influência do exercício e da suplementação com vitamina E e selênio sobre o hemograma, atividade de enzimas marcadoras de lesão muscular e índice de peroxidação de biomoléculas em cavalos de hipismo clássico submetidos à prova de saltos. Salvador, 2008, 101 p. Dissertação (Mestrado) Escola de Medicina Veterinária. Universidade Federal da Bahia (UFBA).

LÓPEZ, C. A. A. Considerações Gerais Sobre Plantas Medicinais. Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, v. 01, n. 01, p. 19-27, 2006.

MACIEL, A. M.; PINTO, A. C.; VEIGA JR, V. F.; GRYNBERG, N. F.; ECHEVARRIA, Á. Plantas Medicinais: A Necessidade de Estudos Multidisciplinares. Química Nova, v. 25, p. 429-438, 2002.

MALOSSO, M. G.; BATALHA, M. O. J.; SILVA, R. P. N. N.; SOUZA, E. S. Levantamento etnofarmacobotânico no município de Coari, 1ª. edição. Brasília: ÍCONE, 2011.

MAYNE, S. T. Antioxidant Nutrients and Chronic Disease: Use of Biomarkers of Exposure and Oxidative Stress Status in Epidemiologic Research. The Journal of Nutrition, p. 933-940, 2003.

MOREIRA, R. C. T.; COSTA, L. C. B.; COSTA, R. C. S.; ROCHA, E. A. Abordagem Etnobotânica Acerca do Uso de Plantas Medicinais na Vila Cachoeira, Ilhéus, Bahia, Brasil. Acta Farmacêutica Bonaerense, v. 21, p. 205-211, 2002.

MOUCO, G.; BERNARDINO, M. J.; CORNÉLIO, M. L. Controle de Qualidade de Phyllanthus niruri L. (quebra-pedra). Revista Biotecnologia Ciência & Desenvolvimento, v. 31, p. 68-73, 2003.

OLIVEIRA, A M C. Caracterização química, avaliação da atividade antioxidante in vitro e atividade antifúngica de pimentas do gênero capsicum spp. Teresina, 2011, 85p. Dissertação (Mestrado em Alimentos e Nutrição), Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Piauí (UFPI).

OLIVEIRA, K. A. M.; OLIVEIRA, G. V.; BATALANI, C.; ROSALEM, J. A.; RIBEIRO, L. S. Atividade Antimicrobiana e Quantificação de Flavonóides e Fenóis Totais em Diferentes Extratos de Própolis. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, v. 33, p. 211-222, 2012.

PAES, L. S.; MENDONÇA, M. S.; CASA, L. L. Aspectos Estruturais e Fitoquímicos de partes vegetativas de Costus spicatus (Jacq.) Sw. (Costaceae). Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 15, p. 380-390, 2013.

PAULA, J. A. M.; PAULA, J. R.; BARA, M. T. F.; REZENDE, M. H.; FERREIRA, H. D. Estudo farmacognóstico das folhas de Pimenta pseudocaryophyllus (Gomes) L.R. Landrum – Myrtaceae. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 18, n. 02, p. 265-278, 2008.

PELICER, M. L. S. A importância da atenção farmacêutica no uso do medicamento fitoterápico tribulus terrestris no âmbito da farmácia de manipulação. Revista Especialize On-line IPOG, v. 01, n. 06, 2013.

PEREIRA, D.; PINHEIRO, S. R. Elaboração de hambúrgueres com antioxidantes naturais oriundos de extratos etanólicos de alecrim (Rosmarinus officinalis. L.). Pato Branco, 2013, 47p. Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

PEREZ, L G C. Otimização da desidratação do fruto do cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal utilizando solução ternária). Manaus, 2010, 53p. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas, Agrarias e Humanas), Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA).

PIENIZ, S.; COLPO, E.; OLIVEIRA, V. R.; ESTEFANEL, V.; ANDREAZZA, R. Avaliação in vitro do Potencial Antioxidante de Frutas e Hortaliças. Ciência e Agrotecnologia, v. 33, n. 2, p. 552-559, 2009.

PIRES, A. M. B.; MARA, A.; SILVA, P. S.; NARDELLI, P. M.; GOMES, J. C.; RAMOS, A. M. Caracterização e processamento de cubiu (Solanum sessiliflorum). Revista Ceres, v. 53, n. 307, p. 309-316, 2006.

SÁ, M. F. C. Avaliação da Toxidade Pré-clínica do Extrato Hidroalcoólico Bruto das Folhas de Costus spicatus Swartz. João Pessoa, 2008, 118p. Tese de Doutorado (Doutorado em Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos), Universidade Federal da Paraíba (UFPb).

SAAD, G. A.; LÉDA, P. H. O.; SÁ, I. M.; SEIXLACK, A. C. C. Fitoterapia Contemporânea – Tradição e Ciência na Prática Clínica, 1ª. edição. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

SILVA, R. M. F.; RIBEIRO, J. F. A.; FREITAS, M. C. C.; ARRUDA, M. S. P.; NASCIMENTO, M. N.; BARBOSA, W. L. R.; ROLIM NETO, P. Caracterização físico-química e análises por espectrofotometria e cromatografia de Peperomia pelucida L. (H.B.K.). Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 15, n. 04, p. 717-726, 2013.

SILVA FILHO, D. F.; YUYAMA, L. K. O.; AGUIAR, J. P. L.; OLIVEIRA, M. C.; MARTINS, L. H. P. Caracterização e avaliação do potencial agronômico e nutricional de etnovariedades de cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal) da Amazônia. Acta Amazonica, v. 35, n. 04, p. 399-406, 2005.

SIMÕES, C. M. O. Farmacognosia da planta ao medicamento, 6ª. edição. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2010.

SOUSA, O. V.; OLIVEIRA, M. S.; CUNHA, R.O.; COSTA, B. L. S.; ZANCANELLA, C. R.; LEITE, M. N. Avaliação da Qualidade de Matérias-primas de Ruibarbo Utilizadas em Formulações Farmacêuticas. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 13, p. 30-34, 2003.

SOUSA, F. C. F.; MELO, C. T. V.; CITÓ, M. C. O.; FÉLIX, F. H. C.; VASCONCELOS, S. M. M.; FONTELES, M. M. F.; BARBOSA FILHO, J. M.; VIANA, G. S. B. Plantas medicinais e seus constituintes bioativos: Uma revisão da bioatividade e potenciais benefícios nos distúrbios da ansiedade em modelos animais. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 18, n. 04, p. 642-654, 2008.

VALE, V. V.; ORLANDA, J. F. F. Atividade antimicrobiana do extrato bruto etanólico das partes aéreas de Euphorbia tirucalli Linneau (Euphorbiacea). Scientia Plena, v. 07, n. 04, p. 01-06, 2011.

ZANGALLI, M. R.; GIOVANNI, R. N. Capacidade Antioxidante de Extratos de Bagaço de uva miceliado pelo fungo pleurotus sajor-caju. Evidência, v. 13, n. 01, p. 57-64, 2013.

Publicado
2016-12-21
Seção
Biotecnologia