Potential of corn hybrids for fresh consumption

  • Cecília Leão Pereira Resende Universidade Federal de Uberlândia https://orcid.org/0000-0003-2432-4168
  • Rafael Correia Mendes Universidade Estadual de Goiás (UEG)
  • Felipe Ribeiro Ilaria ilariafelipe@gmail.com
  • João Marcus Silva Resende Universidade Estadual de Goiás (UEG)
  • Matheus Alves Maciel Universidade Estadual de Goiás (UEG)
  • Daniel Diego Costa Carvalho State University of Goiás - UEG https://orcid.org/0000-0003-0564-4051
  • Fabrício Rodrigues UEG

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar o potencial de híbridos de milho destinados a grãos e com a possibilidade de comercialização in natura, durante duas safras. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com três repetições, durantes as safras 2013/14 e 2014/15. Foram utilizados dez híbridos indicados para a região Centro-Oeste de Goiás, sendo os híbridos 2B512PW, 2B587PW, 2B707PW, 30F35HR, 30F53YH, BRS 1055, BM 3061, P3646H e P3862YH, além destes, o híbrido AG1051, utilizado como controle. As variáveis estudadas foram altura de espiga (EH), produtividade de espigas empalhadas (UEP), produtividade de espigas despalhadas (HEP), produtividade de espigas comerciais (MEP), comprimento de espigas comerciais (MEL), diâmetro de espigas comerciais (MED), massa de grãos (GM) e renda bruta (GR). Registra-se que o híbrido P3646H obteve desempenho inferior ao controle para todas as variáveis analisadas, independente da safra. Já os híbridos 2B512PW, BRS1055 e P3862YH, demonstraram desempenho similar ao AG1051 na safra 2013/14 e inferior na safra 2014/15, deste modo, não seriam concorrentes diretos de mercado, visto que o híbrido controle possui uma fatia importante do mercado nacional. Os híbridos 2B587PW, 30F35HR, 30F53YH e BM3061 foram os que apresentaram maior aptidão para o mercado de milho, visando o consumo in natura, os quais apresentaram maior número de caracteres favoráveis a este mercado.

Biografia do Autor

Cecília Leão Pereira Resende, Universidade Federal de Uberlândia

Graduação em Agronomia pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) - Câmpus Ipameri (2017), projetos de pesquisa, relacionados à melhoramento vegetal (Grupo de Pesquisa MelhorVe), atuou nas linhas de pesquisas em eficiência nutricional e hídrica. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal (PPGPV), pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) - Câmpus Ipameri (2020), projetos de pesquisa relacionados a tecnologia e produção de sementes, e fitotecnia. Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Agronomia (PPGAGRO), pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), pesquisas relacionadas a área de virologia vegetal com ênfase em bioinformática. 

Rafael Correia Mendes, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Estudante de Agronomia na Universidade Estadual de Goiás- Unidade de Ipameri. Participa de projetos de pesquisa, relacionados à melhoramento vegetal (Grupo de Pesquisa MelhorVe), atuando nas linhas de pesquisas em eficiência nutricional e hídrica. Atualmente é Diretor Presidente da Empresa Júnior da UEG, em Ipameri (SEMEIA JÚNIOR)

Felipe Ribeiro Ilaria, ilariafelipe@gmail.com

Técnico em Administração de Empresas pela Escola Técnica Estadual Jorge Street, São Caetano do Sul - SP. Graduando em Agronomia na Universidade Estadual de Goiás, câmpus Ipameri. Atualmente participa de projetos de pesquisa na área de melhoramento vegetal (Grupo de Pesquisa MelhorVe), relacionados à predição de ganhos genéticos e eficiência nutricional e hídrica.

João Marcus Silva Resende, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Possui ensino-fundamental-primeiro-graupela Escola Municipal Godofredo Perfeito(2012). Atualmente é Estagiário da Universidade Estadual de Goiás.

Matheus Alves Maciel, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Possui curso-tecnico-profissionalizante em Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio pelo Instituto Federal Goiano(2013) e ensino-medio-segundo-graupelo Instituto Federal Goiano(2013). Tem experiência na área de Agronomia

Fabrício Rodrigues, UEG

Melhoramento Vegetal em eficiência hídrica e nutricional

Publicado
2021-11-30