Desempenho inicial de sementes de soja com o uso de extrato pirolenhoso

  • Pedro Henrique Vinha Silva Faculdade de Ciências Agrarias e Veterinárias - FCAV/Unesp
  • Cesar Martoreli da Silveira Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (UNIFEB), Barretos, São Paulo, Brasil
  • Ane Gabriele Vaz Souza Faculdade de Ciências Agrarias e Veterinárias - FCAV/Unesp

Resumo

O Extrato Pirolenhoso (EP), demonstra resultados promissores como estimulante e reguladore do crescimento vegetal, com ênfase nos estádios iniciais de desenvolvimento. Objetivou-se avaliar o desempenho inicial de plântulas de soja, em condições de laboratório e emergência em campo, promovido pelo uso do EP. Os tratamentos constituiram da testemunha (T0) sem adição de EP, T1: 1,5 mL de EP, T2: 3,0 mL de EP, T3: 4,5 mL de EP e T4: 6 mL de EP. Foi realizado os testes de TPG (teste de germinação em areia), PCG (teste de primeira contagem de germinação), IVE (índice de velocidade de emergência) e MS (determinação de massa seca de plântulas) em laboratório, e os de EC (emergência em campo). O extrato pirolenhoso apresentou maiores valores médios para PCG, IVE e TPG, porém não foram significativos estatisticamente, necessitando de novos estudos com diferentes produtos e novas doses.

Publicado
2021-12-06