MOLIBDÊNIO NO METABOLISMO E DINÂMICA VEGETAL: UMA REVISÃO

  • Silvana Rodrigues Vaz Alves Universidade Estadual de Goias
  • Mariana Berti

Resumo

Os micronutrientes são elementos essenciais requeridos pelas plantas em pequenas quantidades. Embora a baixa necessidade, as atividades metabólicas dos vegetais são limitadas caso os micronutrientes estejam indisponíveis, resultando em anormalidades, crescimento reduzido e menor rendimento da produção. No grupo dos micronutrientes, destaca-se o molibdênio. É um nutriente pertencente ao grupo dos micronutrientes essenciais para as plantas, participa de diversas reações no metabolismo vegetal. A função fisiológica do molibdênio está associada com o metabolismo do nitrogênio nas plantas, como a fixação biológica do nitrogênio (nitrogenase), assimilação do nitrato (redutase do nitrato) e síntese de proteínas. As principais fontes molíbdicas são o molibdato de sódio, molibdato de amônio, molibdato de cálcio, trióxido de molibdênio ou óxido de molibdênio e ácido molíbdico. O molibdênio apresenta boa mobilidade no solo, sendo absorvido pelas plantas como molibdato, forma aniônica presente na solução do solo, chegando às raízes, principalmente, via fluxo de massa e em seguida é transportado pelo xilema. É redistribuído das partes mais velhas para as mais novas na forma aniônica de oxidação máxima. Quando fornecido via foliar, o Mo é parcialmente móvel na planta. Portanto, cabe ressaltar que o molibdênio é indispensável para o desenvolvimento saudável das plantas.

Publicado
2022-03-25