A APARÊNCIA DO FISIOTERAPEUTA E DO ESTUDANTE DE FISIOTERAPIA

  • Erikson Custódio Alcântara Universidade Estadual de Goiás
  • Celmo Celeno Porto

Resumo

Desenvolver a “aparência de fisioterapeuta” é um processo lento, perseverante e de vigília. Vários elementos estão envolvidos nesse ideal: vestimenta, postura, comportamento e reavaliação de valores morais exigidos culturalmente pela sociedade. Se não bastasse, o controle emocional e comportamental deve ser considerado nesse meticuloso processo de ter “aparência de fisioterapeuta”, pois influenciam no desfecho de formação de um profissional que deseja enquadrar-se na expectativa de uma sociedade. A capacidade de ouvir, e o controle da razão e emoção nos parecem um exercício laborioso, sobretudo, necessário. Assim, ter aparência de fisioterapeuta exige do estudante de fisioterapia e do próprio fisioterapeuta atitudes ditadas por um processo histórico conservador e humanista. Palavras-chave: Aparência Física. Fisioterapia. Modalidade de Fisioterapia. Educação Médica. Pessoal de Saúde.

Publicado
2018-08-25
Seção
Carta ao Editor