INFLUÊNCIA DA LIBERAÇÃO MIOFASCIAL PLANTAR NO EQUILÍBRIO ESTÁTICO DE IDOSAS

  • Renata Moreira Zanetti
  • Polianna Marques Barbosa
  • Layla Cristina Libâneo Porto
  • Sátya dos Santos Barbosa
  • Clarissa dal Molin dos Santos
  • Renata Rezende Barreto

Resumo

RESUMO

Introdução: O declínio do equilíbrio é uma das características do processo de envelhecimento que predispõe à população idosa, as alterações posturais e desencadeiam a modificação do apoio plantar influenciando o equilíbrio. A técnica de liberação miofascial (LMF) é um recurso que tem sido utilizado como tratamento fisioterapêutico para a reorganização estrutural das fibras de partes moles em casos de comprometimentos musculoesqueléticos e desalinhamento postural. Objetivo: Avaliar o equilíbrio estático das idosas submetidas à técnica de liberação miofascial (LMF) e verificar a relação entre a instabilidade e o apoio plantar. Métodos: Este estudo caracteriza-se por ser experimental, do tipo transversal, analítico e descritivo, sendo a amostra composta por 20 idosas que frequentaram a Universidade Aberta da Terceira Idade (UNATI) - Universidade Estadual de Goiás (UEG). Caracterizou-se a amostra pela aplicação de uma ficha de anamnese, ficha de classificação socioeconômica (ABIPEME) e avaliação do nível de atividade física (IPAQ – versão longa). As comparações do equilíbrio pré e pós-intervenção foram realizadas por meio da Biofotogrametria Computadorizada. Resultados: Foram encontradas diferenças estatisticamente significantes tanto com os olhos abertos como com os olhos fechados nos planos frontal e sagital, os melhores resultados foram adquiridos após a técnica de liberação miofascial (p<0,05). Conclusão: Os resultados encontrados em apenas uma aplicação de LMF apontam a eficiência em promover o equilíbrio estático das idosas, porém sugere-se a aplicação de mais sessões na busca de melhores resultados.

PALAVRAS-CHAVE: Idoso. Equilíbrio Postural. Liberação miofascial. Biofotogrametria Computadorizada.

Publicado
2019-03-04
Seção
Artigo Original