Copa do mundo, olimpíadas e planejamento urbano: antecedentes das políticas urbanas para a zona oeste carioca

Marcelle Freitas da Silva, Sidelmar Alves da Silva Kunz

Resumo


Resumo

É impossível ao ser humano viver sem ocupar um lugar no espaço. Este reflete as relações sociais de produção, tornando-se uma condição vital para a humanidade, sendo assim, desenvolve-se um anseio natural em desvendá-lo. A evolução do espaço intraurbano da cidade do Rio de Janeiro ocorreu do centro para as periferias, de acordo com os interesses do capital. A última área a ser anexada à malha urbana foi a Zona Oeste, onde se encontram expressas as desigualdades de acesso à terra urbana. Fundamentado em revisão de literatura (com o objetivo de explorar, dentre outros, os conceitos geográficos, sociológicos e urbanísticos no horizonte do planejamento urbano), neste estudo a aplicação efetiva da política fundiária é apresentada como possibilidade de minimização dessas disparidades e segregações.

 

Palavras-chave: política fundiária; desigualdade; acesso à terra urbana

 

Abstract

It is impossible to human being live without occupy a place or space. This reflects in a social relationship of production, becoming a vital condition to the humanity, thus, develops a natural desire to reveal it. The intra urban space of evolution in the city of Rio de Janeiro has happened fron the central part to the outskirts, according to the concerns of the capital. The last área to be indexed to the urban network was the West Zone, where there are inequalities of access to the urban land. This study aims to apply effectively the land policy as a possibility of minimizing these disparities and segregations

 

Keywords: land policy; inequality; urban land

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2316-4360

Indexações e Bases Bibliográficas

zeropoint_logo_75  logoibict_120_01diadorim_banner_80  portal_de_periodicos_75 doaj_75